© 2023 por Tipo Diva Blog | Orgulhosamente criado com Wix.com

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Pinterest Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon

Livro: The Battle Of Versailles

16.12.2015

 

 

 

Nos início dos anos 70, a moda, assim como vários aspectos fundamentais da vida moderna, passava por um momento de transição. Paris ainda era considerada o epicentro do bom gosto universal, berço das artes e da alta costura, onde as tendências nasciam para ganhar o mundo. E a todos as outras cidades, restava viver em função do que era criado por lá.

 

As casas de alta costura criavam, as atrizes e socialites usavam, o mundo inteiro desejava e os varejistas corriam para tentar copiar os modelos. Mais ou menos como acontece hoje nos fast fashions da vida, só que numa escala bem menor e mais específica: gerar desejo era exclusividade dos parisienses.

Mas, apesar de nessa época a cópia rolar solta e ser praticamente a regra para vingar no mercado americano, Nova Iorque já fervilhava de gente, ideias e novidades. A cidade emanava estilo e designers baseados na cidade começavam a se destacar: Oscar de la Renta, Anne Klein, Stephen Burrows, Halston e Bill Blass eram alguns dos nomes mais influentes entre esses criadores.

 

Outro grande nome que apareceu nesse momento foi o de Eleanor Lambert, que não era estilista, mas foi a grande responsável por arquitetar a forma como a moda americana era apresentada. Ela foi a primeira relações públicas de moda do mundo e passou a coordenar as carreiras desses estilistas. 

 

Lambert organizava desfiles de tirar o fôlego, convidava a imprensa, fazia com que eles ganhassem as páginas das principais publicações do país e nisso acabou criando o Conselho de Designers de Moda da América. Num momento em que a tradição da alta costura esnobava o prêt-à-porter, quando era praticamente impensável fazer com que a moda francesa se dignasse a olhar para os criadores dos Estados Unidos, ela foi a responsável por levar os cinco designers mencionados aí em cima para desfilar suas coleções no Museu de Versalhes.

 

A história dessa queda de braços entre estilistas franceses e americanos é contada em detalhes no no livro The Battle Of Versailles (lançado em maio deste ano e ainda sem edição em português). Nele a pesquisadora Robin Givhan mostra todos os caminhos que a moda americana precisou percorrer até a noite em que Oscar de la Renta, Anne Klein, Stephen Burrows, Halston e Bill Blass apresentaram suas roupas em frente aos olhos mais inquisidores do mundo e foram aplaudidos de pé em Paris.

 

Se você gosta de moda ou de boas histórias, vale muito a pena ler.

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload